Mercados de Ações e Futuros

Conheça os produtos da BM&FBovespa.

Proteja seus Investimentos

Monte suas operações e crie estratégias para maximizar seu retorno.

Opção é um derivativo que garante ao seu comprador o direito de comprar ou vender a ação a que se refere esta opção (ativo-objeto) numa data futura, a quantidade e preço pré-definidos.

Proteção de Capital (HEDGE)

Tenha a sua disposição uma ferramenta para proteger seu capital das oscilações de preço das ações.

Alavancagem

Possibilidade de ganhar mais sem aumentar o capital investido.

Operações Estruturadas

Com estratégias direcionais e não direcionais, você pode ganhar dinheiro independentemente da variação do mercado.

Uma Opção é o direito de comprar ou vender uma ação, por um valor pré-determinado.

Aproveite para proteger seu patrimônio, limitar suas perdas, garantir lucro ou encontrar estratégias para rentabilizar sua carteira em qualquer cenário de mercado. Para investidores experientes, as opções são também uma forma de alavancar seu potencial de investimento.

No Brasil, as opções mais negociadas e que, por isso, têm maior liquidez, são as Opções de compra, também conhecidas como call. Quem tem essas Opções adquire o direito de comprar a ação pelo valor e quantidade acordados, até a data de vencimento da Opção. O vendedor, por sua vez, tem a obrigação de vender a ação ao preço combinado, assim que o comprador exercer o seu direito. Os preços e quantidades são acordados no momento da aquisição da Opção.

As Opções de venda, ou put, dão o direito ao comprador de vender suas ações apenas no dia do vencimento. Cabe ao vendedor pagar o preço e quantidade pré-estabelecidos, independentemente do preço de mercado da ação.

O comprador (titular) de uma opção de venda pode ter prejuízo de três maneiras: vendendo a opção de venda por um prêmio de valor mais baixo do que o valor pago para adquiri-la, exercendo o direito de venda do ativo-objeto e não vendendo a opção de venda, sendo assim o valor total do prejuízo resume-se ao valor do prêmio pago para adquirir a opção de venda.

Já o vendedor (lançador) de uma opção de venda pode ter prejuízo de duas maneiras: Recomprando a opção de venda por um prêmio de valor mais alto do que o valor recebido quando a vendeu ou comprando o ativo-objeto do titular em caso de exercício, sendo o valor do ativo é menor do que o preço de exercício.

As Opções têm seus próprios códigos de negociação: entre letras e números, que indica o preço de exercício, o preço a ser pago pelas ações.”Em PETRC25, por exemplo, o preço de exercício é de R$ 25,00 (não sendo regra). As quatro primeiras letras apontam o nome da empresa, assim como nas ações, portanto, esta é uma Opção de ações da Petrobras. A quinta letra do código indica se a Opção dá o direito de comprar ou vender as ações e também o mês de vencimento dos ativos. No caso acima, PETRC25, quer dizer que a letra “C” é o mês de vencimento, ou seja, é o mês de março (terceira letra do alfabeto “C” e terceiro mês do ano “Março”).”

Tanto nas Opções de compra quanto nas Opções de venda, o risco do comprador é o prêmio, como é conhecido o preço pago pelas Opções. Este valor é perdido quando o comprador não exerce o seu direito. O risco do lançador, como pode ser chamado o vendedor das opções, é a venda (call) ou compra (put) por um preço abaixo do valor de mercado do ativo.

As Opções têm seus próprios códigos de negociação: são cinco letras e um número, que indica o preço de exercício, o preço a ser pago pelas ações. Em PETRC25, por exemplo, o preço de exercício é de R$ 25,00. As quatro primeiras letras apontam o nome da empresa, assim como nas ações, portanto, esta é uma Opção de ações da Petrobras. A quinta letra do código indica se a Opção dá o direito de comprar ou vender as ações e também o mês de vencimento dos ativos. No caso acima, PETRC25, quer dizer que a letra “C” é o mês de vencimento, ou seja, é o mês de março (terceira letra do alfabeto “C” e terceiro mês do ano “Março”).

O vencimento das Opções é uma data importante para quem investe nesses ativos. Eles precisam ser negociados até este dia, caso contrário, deixam de existir ou “viram pó”, como se diz no mercado. Como há o risco de perder todo o valor investido, é importante conhecer bem as regras de negociação das Opções. Uma dica importante é saber que os vencimentos das séries sempre ocorrem na 3ª segunda-feira de cada mês.

Você decide o preço máximo que pretende pagar na compra das ações ou o preço mínimo que aceita receber na venda.

Tanto na compra quanto na venda, há os seguintes custos de operação:

  • Corretagem:

    Home Broker/Mobile (por ordem executada)
    R$ 8,00 (Cobrada por ordem executada)

    Mesa de Operações:
    A taxa de corretagem é: R$ 25,21 + 0,50% sobre o volume financeiro da operação, respeitando o valor mínimo de R$ 40,00 sobre o dia.

  • ISS:

    O imposto sobre serviço é um percentual cobrado sobre o valor da taxa de corretagem, de acordo com o estado onde o cliente mora.

  • Custos Operacionais:

    A BM&FBovespa cobra taxas de liquidação e emolumentos sobre o valor de cada operação. As taxas são percentuais, de acordo com o tipo de investidor e de operação.

Mercado de Opções Emolumento Liquidação Registro Total
Pessoas físicas e demais investidores 0,0370% 0,0275% 0,0695% 0,1340%
Fundos e Clubes de Investimento 0,0260% 0,0180% 0,0510% 0,0950%
Day-trade (para todos os investidores) 0,0120% 0,0180% 0,0150% 0,0450%
  • Taxa de Custódia:

    O cliente ATIVA é isento da taxa de custódia mensal cobrada pela BM&FBovespa em todos os meses em que gerar R$ 350,00* de corretagem pela mesa e/ou Home Broker. O cliente também é isento caso faça R$ 30,00 ou mais em corretagem através do Home Broker.

    Nos meses em que não alcançar esse valor, mas mantiver custódia, a taxa é cobrada. São R$ 9,80, debitados da conta depósito.

    *O cálculo da corretagem considerará a média dos últimos três meses.

  • Taxa Sobre Valor em Custódia:

    Se sua custódia vale R$ 300.000,00 ou mais, a BM&FBovespa faz a cobrança da Taxa Sobre Valor em Custódia. Na ATIVA, você está isento desta taxa, que é percentual e varia de acordo com o seu total de ações.

Para começar a operar em ações, basta abrir a conta na ATIVA.

Você investe pela internet, através do Home Broker, ou ligando para a Mesa de Operações. No Home Broker, envie uma ordem de compra ou de venda. Informe o código da ação, a quantidade e o preço que deseja pagar, na compra; ou receber, na venda. Assim que houver ofertas de venda compatíveis com a sua ordem de compra (ou vice-versa) o negócio é fechado.

As operações com ações têm liquidação em 1 dia útil (D+1). Para o vendedor, isso significa que o valor pode ser usado no mesmo dia para fazer novas operações em bolsa, mas só estará creditado no dia útil seguinte após a venda, quando poderá ser retirado para a conta bancária.

Para o comprador, a liquidação também acontece em D+1, porém o valor fica provisionado imediatamente para garantir o pagamento da operação.

  • Quanto custa uma Opção?

    O preço das opções é calculado de acordo com algumas variáveis e podemos destacar: preço do ativo objeto, preço de exercício, período até o vencimento, volatilidade da ação objeto, taxa de juros e dividendos esperados.

  • Se eu desistir de exercer minha opção, perco o dinheiro?

    Você pode revender ou recomprar a opção do mês corrente até um dia antes do vencimento. Para as opções com vencimentos para os próximos meses a negociação é livre. O dia do vencimento tem horário e características específicos para exercer e ser exercido (das 10h00 às 13h00).

    Somente quem possui o ativo (seja comprado ou vendido) pode negociá-los no ultimo dia e é proibida a abertura de posição na série vincenda. Quem pretende vender suas opções deve fazer isto durante o período de bloqueio (período do dia em que o exercício está bloqueado).

    O exercício no dia do vencimento ocorre de (10h às 17h).

  • Quais são os tipos de opções?

    No Brasil, as Opções mais negociadas e que, por isso, têm maior liquidez, são as Opções de compra, também conhecidas como call. Quem tem essas opções adquire o direito de comprar a ação pelo valor e quantidade acordados, até a data de vencimento da Opção. O vendedor, por sua vez, tem a obrigação de vender a ação ao preço combinado, assim que o comprador exercer o seu direito. Os preços e quantidades são acordados no momento da aquisição da Opção.

    As Opções de venda, ou put, dão o direito ao comprador de vender suas ações apenas no dia do vencimento. Cabe ao vendedor pagar o preço e quantidade pré-estabelecidos, independentemente do preço de mercado da ação.

  • Posso fazer vendas de opção a descoberto?

    Sim, o cliente que aderir o limite ATIVA terá 10% de seu patrimônio desagiado (verificar o limite ATIVA) para vender a descoberto opções de VALE5 e PETR4.

    A regra vale para tanto para as operações feitas pelo Home Broker como para aquelas feitas pela Mesa de Operações.

  • Quais são as regras para operações com travas pela ATIVA?

    As operações de travas de alta ou de baixa poderão ser feitas através da mesa de operações e pelo Home Broker (consultar regras de operação). Nas estratégias com travas de baixa, a operação é garantida por chamadas de margem, diariamente revistas pela CBLC. Pode haver, portanto, créditos ou débitos diários. Acompanhe o risco diário de sua operação e mantenha saldo em conta para as garantias dadas em dinheiro. As contas sem recursos financeiros suficientes para cobrir a margem de garantia estão sujeitas ao bloqueio de operações até a regularização do saldo.

Importante:
Opções não contam com a garantia do Fundo Garantidor de Crédito (FGC).

O risco do titular de uma opção está limitado ao valor pago pelo prêmio da opção. No entanto, é necessário que o investidor esteja consciente de que poderá perder até a totalidade de seu investimento se o comportamento do preço da ação-objeto não for favorável à sua posição até o vencimento das opções. No jargão de mercado, essas opções terão "virado pó", ou seja, o investidor perderá o investimento que fez para adquirir as opções de compra.Risco na venda a descoberto (lançamento de Opções) - O lançamento de opções de compra a descoberto, em que o investidor assume o compromisso de vender ações que não possui, é uma estratégia que envolve elevado grau de risco. Como o comprador da opção só irá exercê-la se o preço a vista do papel for superior ao preço de exercício da opção, a tendência é de que o lançador seja obrigado a comprar as ações no mercado à vista a um valor mais caro do que o preço de exercício. Durante toda a vigência de sua posição, o lançador descoberto deve depositar garantias para a operação. O valor é calculado diariamente pela CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia) e ajustado para cobrir os prejuízos potenciais da operação.

ESTA INSTITUIÇÃO É ADERENTE AO CÓDIGO ANBIMA DE REGULAÇÃO E MELHORES PRÁTICAS PARA ATIVIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE PRODUTOS DE INVESTIMENTO NO VAREJO

A comunicação através da rede mundial de computadores esta sujeita a interrupções de sistemas, problemas oriundos de falhas e/ou intervenções de qualquer prestador serviços de comunicação ou de outra natureza, e, ainda,de falhas na disponibilidade e acesso ao sistema de operações e em sua rede, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou recepção de informação atualizadas, nos termos da instrução 380 da CVM. Na impossibilidade dos serviços de transmissão de ordens à ATIVA, por qualquer conexão automatizada ou plataforma de negociação, o CLIENTE poderá entrar em contato diretamente com a Central de Atendimento da Corretora, para transmitir suas ordens, sem qualquer custo adicional.