Compliance

Conformidade com leis e regulamentação externa e interna.

O Compliance é um agente da instituição responsável por fortalecer o ambiente de controles internos, monitorando a conformidade dos processos e aumentando a transparência dos controles.Dessa forma, a área favorece a vantagem competitiva da ATIVA com a adequada diligencia perante às exigências do mercado em que atua.

Risco

Risco de Mercado

É o risco associado às variações dos valores dos ativos que integram ou que venham a integrar a carteira do cliente. O que determina esse risco são as flutuações de preços e cotações nos mercados de câmbio, juros e bolsas de valores. Entre os fatores que afetam esses mercados, podemos destacar fatores econômicos gerais, tanto nacionais quanto internacionais, como, por exemplo, ciclos econômicos, política econômica, situação econômico-financeira das empresas emissoras de ações e títulos e outros. Em caso de queda do valor dos ativos que compõem a carteira, o patrimônio do cliente pode sofrer perdas, dependendo do momento em que o cliente se desfaça dos ativos.

Alertamos com frequência sobre os riscos de oscilação de preço e de eventuais perdas do valor principal inerentes ao mercado de títulos e valores mobiliários, particularmente aqueles decorrentes de operações ou posições em derivativos.

Risco de Crédito

É o risco de inadimplência ou atraso no pagamento de juros ou do valor principal por parte dos emissores dos títulos que compõem a carteira do investidor. O risco de crédito está associado à capacidade de solvência (honrar o compromisso de pagamento) do Tesouro Nacional, no caso de títulos públicos federais, e ao da empresa emissora do título, no caso de títulos privados (como debêntures e notas promissórias, por exemplo).

Risco de Liquidez

É o risco relacionado à falta de demanda (compradores interessados) pelos ativos que compõem a carteira. Essa ausência de interesse pode estar relacionada diretamente ao ativo (comum a ações de empresas de porte menor, ou alvo da divulgação de um fato negativo em que estejam supostamente envolvidas) ou por fatores específicos do mercado em que este ativo é negociado (se, por exemplo, uma indústria tem dificuldade de vender seu produto por uma razão conjuntural qualquer). Quando este risco é verificado, o cliente poderá encontrar dificuldades para converter seus ativos em reservas (caixa), ficando impedido de atender as suas eventuais necessidades, ou ser obrigado a sair dos investimentos oferecendo descontos nos preços, tendo que arcar com perdas financeiras.

Risco Proveniente do Uso de Derivativos

É o risco associado ao uso de operações com derivativos como proteção da carteira (hedge) ou alavancagem da carteira.

Hedge: derivativos são utilizados para proteção de flutuações de mercado dos ativos que compõem a carteira. Eventualmente, por questões técnicas do instrumento derivativo utilizado, este pode não oferecer uma proteção para a carteira do cliente, causando uma falta de casamento de preços entre o ativo protegido e seu derivativo.

Alavancagem: função que permite ao cliente aproveitar melhor as oportunidades no mercado sem utilização do seu caixa (alavancagem). Neste caso, grandes oscilações no mercado podem levar a perdas superiores àquelas que o cliente possa suportar.

A comunicação através da rede mundial de computadores esta sujeita a interrupções de sistemas, problemas oriundos de falhas e/ou intervenções de qualquer prestador serviços de comunicação ou de outra natureza, e, ainda,de falhas na disponibilidade e acesso ao sistema de operações e em sua rede, podendo impedir ou prejudicar o envio de ordens ou recepção de informação atualizadas, nos termos da instrução 380 da CVM. Na impossibilidade dos serviços de transmissão de ordens à ATIVA, por qualquer conexão automatizada ou plataforma de negociação, o CLIENTE poderá entrar em contato diretamente com a Central de Atendimento da Corretora, para transmitir suas ordens, sem qualquer custo adicional. CNPJ: 33.775.974/0001-04